Whatsapp marketing nas eleições: Como utilizar em sua estratégia?




Estudos mostram que 90% dos brasileiros utilizam seus smartphones para acessar a internet, esses números já superam os acessos por computadores, e sabe como isso pode interferir nos envios de whatsapp nas eleições?

De todos os aplicativos mais usados em smartphones o whatsapp sem dúvida é o mais usado por todos os brasileiros, hoje com mais de 120 milhões de usuários. Diante dessas informações fica difícil ignorar a força deste aplicativo nas eleições de 2018 não é verdade?

Então quer saber como criar whatsapp nas eleições? Separamos 5 estratégias de como usar o whatsapp marketing na eleições e conquistar mais eleitores.

1. Envie informação

O WhatsApp  é um aplicativo de troca de mensagens, porém conta com uma estrutura bastante diferente do já tradicional SMS.

E não estou falando apenas do uso gratuito, mas também da possibilidade de escrever mensagens maiores (1000 caracteres contra 160 caracteres), além de anexar (e gravar) vídeos, áudios e fotos.

Todo esse aparato de mídia permite a entrega de informações completas e atrativas. Aproveite para informar as pessoas sobre as propostas e objetivos da campanha de um candidato político.

2. Convites para participações

Uma campanha precisa enfrentar diversos desafios, como a desconfiança com a classe política. Mas isso não quer dizer que seja uma missão impossível.

O WhatsApp, por ser uma ferramenta que favorece a interação de modo mais pessoal, pode ser usado para convidar as pessoas a participar da campanha.

Uma possibilidade é pedir opiniões sobre o plano de governo e ouvir as demandas da população — assim, o candidato consegue se aproximar da realidade das pessoas.

3. Convites para mobilização

Comícios, caminhadas, passeatas, carreatas, bicicletadas, visitas a bairros e comunidades, debates… Uma agenda de campanha política é bastante movimentada e a participação dos apoiadores é imprescindível em todas as ações.

O WhatsApp é um meio dinâmico e um excelente mecanismo para mobilizar as pessoas e envolvê-las ainda mais na campanha.

Na hora de chamá-las para as mobilizações, lembre-se de que o conteúdo é facilmente compartilhável e elas podem enviar para as suas listas de amigos, então prepare um material próprio para isso.

4. Atendimento ao eleitor

As pessoas têm dúvidas e querem que os candidatos as respondam. O WhatsApp pode se tornar um canal de atendimento para essas pessoas.

Disponibilize alguns números para que os eleitores possam enviar as mensagens com as suas dúvidas e questionamentos a respeito da campanha e sempre responda.

Além de aumentar a interatividade e se aproximar da população, ainda é possível avaliar como a campanha tem sido recebida e qual o impacto das propostas do candidato na sociedade.

5. Ofereça bom conteúdo

Assim como qualquer estratégia de marketing de o conteúdo é a principal ferramenta para chamar atenção e atrair pessoas.

Nenhuma das estratégias listadas acima terá grandes resultados se um excelente conteúdo não for utilizado — seja na apresentação da proposta, nos convites para participação dos atos de campanha, no diálogo com a população ou na reposta para as dúvidas.

Um conteúdo de qualidade sempre será a principal ferramenta, inclusive para o WhatsApp nas eleições.

Gostou dessas dicas sobre o uso do WhatsApp nas eleições? Entre em contato com a SpeedMarket e saiba como podemos te ajudar ainda mais!