FB

Marketing político no WhatsApp




As eleições deste ano serão marcadas como as primeiras que contaram com a utilização do aplicativo móvel de mensagens instantâneas WhatsApp como ferramenta de comunicação dos candidatos com seus eleitores e apoiadores. Se email, site, Facebook e Twitter são canais praticamente obrigatórios para qualquer político que se preze hoje em dia, o WhatsApp é uma novidade que está sendo experimentada neste pleito pelos candidatos pioneiros em tecnologia.

Não é de se estranhar o interesse pelo novo canal: o WhatsApp é, junto com o Facebook, o aplicativo móvel mais acessado pelos brasileiros, de acordo com várias pesquisas recentes, a taxa de visualização é bem mais alta que a do email e o app traz ainda a facilidade de rápida replicação de uma mensagem para a rede de amigos do eleitor, tornando possível a viralização de uma informação. Isso pode ajudar a desempatar uma eleição, apostam especialistas. "O WhatsApp é uma das principais estratégias de mobilização em uma campanha.

Uma das grandes vantagens (do WhatsApp) é a possibilidade de uma comunicação rápida e segmentada por cidades e regiões, o que tem um potencial muito grande tanto de transmissão de informações como de questões relacionadas à mobilização e agenda.

O primeiro passo para se comunicar com o eleitor via WhatsApp é ter uma base de contatos (consulte a opção de enviar com a nossa base), depois entrar em contato com a  SpeedMarket realizar um cadastro e ter acesso ao sistema, a partir dai basta comprar um pacote de crédito de sua necessidade e enviar para toda a sua lista, de maneira simples, o nosso sistema permite o usuário ter acesso a relatórios detalhados, como status de mensagens entregues e lidas, tudo isso em tempo real.

 

Quer saber mais? Faça um teste grátis!